Pensamento

Por pensamento, no seu sentido lato, subentendo a prática da pesquisa, que motiva uma reflexão e à qual se segue a acção.

Neste campo encontram-se as áreas do meu trabalho em que normalmente não estou envolvido enquanto artista de palco, mas onde o meu contributo é dado a nível do mapeamento, concepção e organização de manifestações artísticas ou culturais de várias ordens. É neste campo do pensamento que a minha imaginação e curiosidade se permitem uma maior liberdade e êxodo entre várias artes e disciplinas.

Os mais completos projectos de curadoria multidisciplinar que realizei até agora foram o centenário de Sophia (1919-2019) na Galeria da Biodiversidade e Jardim Botânico do Porto, e o ciclo A Boca do Lobo no Lux Frágil, que se viu truncado devido à pandemia de Covid-19 mas que se pretende retomar nos moldes adequados e assim que tal seja uma possibilidade.

Através do pensamento tento chegar mais longe e trazer os públicos para perto, abrindo portas e esticando caminhos.