Orquestra Sem Fronteiras

  • Facebook
  • Instagram

A Orquestra Sem Fronteiras (OSF) é um sonho que existe e está em evolução e aprendizagem. A premissa é simples: permitir aos jovens músicos do interior português e da raia espanhola possibilidades de trabalho remunerado enquanto são alunos, com vista ao seu mérito académico, investimento numa carreira em música, e fixação no interior.

Esta ideia simples é complementada com um programa que combina à remuneração o transporte, alojamento e refeições dos alunos, de forma a que seja uma oportunidade acessível a qualquer um, dependente apenas do seu mérito. Os alunos são indicados pelas escolas, de forma a privilegiar uma escolha equitativa e assente no conhecimento pessoal que deles tem o corpo docente.

Por último, quer-se com este projecto contribuir para o enriquecimento do ecossistema cultural do interior, através de concertos mas também de actividades de formação de públicos.

Participam nesta orquestra músicos de ambos os lados da raia, portugueses e espanhóis.

A nossa missão

A Orquestra Sem Fronteiras existe para apoiar e fixar o talento jovem no interior do país, combatendo o abandono do ensino da música e premiando o mérito académico.

 

Oferecemos aos nossos músicos a possibilidade de complementarem os estudos com experiências de trabalho remunerado em ambiente profissional, integrando jovens provenientes de diversos locais e escolas em colaboração com o staff OSF e artistas convidados.

Para além da remuneração, também os transportes, refeições e alojamento durante toda a duração do programa (ensaios e concertos) são oferecidos aos músicos, de forma a garantir uma experiência socialmente equitativa, em que o mérito e o talento são os únicos factores preponderantes para a participação nos nossos projectos.

Também existimos para espalhar o acesso à cultura, e para isso apresentar-nos-emos em dezenas de localidades do interior raiano, oferecendo concertos gratuitos, ensaios abertos e acções de pedagogia e introdução à música às populações locais.

Por último, queremos promover os valores de cooperação e integração trans-fronteiriça, e combinamos lado a lado músicos portugueses e espanhóis, numa programação que estará representada de ambos os lados da fronteira.